Quem bebe pouca água costuma ter mais cravos e espinhas

agua cravosO uso de produtos hidratantes adequados para cada tipo de pele é fundamental. Mas, antes mesmo de pensarmos neles, temos de lembrar que a pele é, provavelmente, o primeiro órgão do nosso organismo a dar sinais quando a nossa ingestão de líquidos está abaixo dos níveis desejados. Quem bebe pouca água terá mais dificuldades para manter uma pele viçosa e saudável.

Quando desidratados, nossos poros tornam-se rígidos, endurecidos, ficando mais aparentes, inclusive. Nessas condições, eles terão maior dificuldade secretar o sebo produzido naturalmente pela pele, aumentando a formação de cravos e de espinhas.

Por outro lado, quando o organismo está devidamente hidratado, os poros tendem a se manter flexíveis, abrindo-se e fechando-se com naturalidade para que a pele “respire”.

Outro efeito colateral da pele “endurecida” pela desitratação é a sua aparência enrugada e, até mesmo, craquelada ou descamativa, em alguns casos. O envelhecimento precoce é uma das principais consequências para uma pele que não recebe a devida quantidade de água.

Todas as pessoas, salvo alguma condição especial, devem ingerir pelo menos dois litros por dia. Isso não dispensa os demais cuidados de limpeza, fotoproteção, hidratação e nutrição da pele, obviamente. Afinal, trata-se de um órgão que está em contato direto com as agressões do ambiente (poluição, poeira, maquiagens, nível de umidade do ar, luz solar e artificial, etc.) e que precisa ser devidamente protegido.

Além disso, desequilíbrios hormonais, uso de alguns medicamentos, idade e algumas características próprias de cada pele ou a presença de certas patologias também podem exigir atenção extra aos cuidados de hidratação. Da mesma forma, a realização de alguns tratamentos estéticos também costuma exigir atenção redobrada para manter a pele hidratada. Tudo é uma questão de estar bem orientado, de forma individualizada, pelo dermatologista que estiver acompanhando o caso.

AGENDE A SUA AVALIAÇÃO

Mas, em todas as situações, a ingestão de água é e será sempre fundamental.

Nossa pele é como uma esponja. Na presença de água, ela se expande e se torna flexível. Já quando seca, ela fica dura e enrugada e contraída. A diferença é que o processo de hidratação acontece também de dentro para fora. Afinal, a pele é o grande sinalizador da saúde geral do nosso organismo!

DICAS PARA MANTER A PELE BEM HIDRATADAágua e pele

– Beba pelo menos 8 copos de água por dia;

– Aposte também na ingestão de frutas e verduras em geral. Uma alimentação bem balanceada e equilibrada se reflete na saúde da pele;

– Cuidado com a ingestão excessiva de álcool. Essa substância desidrata o organismo como um todo, incluindo a pele;

– Evite o cigarro, pois as substâncias tóxicas contribuem para o desequilíbrio da pele;

– Use hidratante diariamente, sempre com a orientação do seu dermatologista para saber qual é o produto mais adequado ao seu tipo de pele;

– Tenha em mente que o melhor momento para aplicar o hidratante é logo após o banho, quando os poros estão mais dilatados e receptivos a esses agentes;

– Sendo possível, faça uso também de água termal borrifada sobre a pele do rosto pela manhã, ao longo do dia e também à noite;

– Para o corpo, caso não goste de usar cremes, existe a opção dos óleos de banho. Converse com o seu dermatologista sobre isso;

– Não durma de maquiagem;

– Evite banhos muito quentes;

– No rosto, utilize sabonetes apropriados para essa área;

– Caso tome mais de um banho por dia, ensaboe apenas as áreas que transpiram mais, como rosto, axilas, regiões genitais e pés.